Festival de Férias do SESI Vila Leopoldina

Teatro
SESI Vila Leopoldina
11/07/12 a 28/07/12 -
Grátis

SESI Vila Leopoldina realiza Festival de Férias com espetáculos de teatro e música.

Com o objetivo de levar diversão e entretenimento aos alunos em férias e ao público em geral, o Festival de Férias do SESI Vila Leopoldina apresenta shows de música e espetáculos teatrais durante o mês de julho. As apresentações, gratuitas, começam no dia 11 e vão até o dia 28, de quarta-feira a domingo. Entre as atrações, estão a cantora Maria Alcina, o Quinteto Dona Zaíra e os grupos teatrais Os Geraldos e Cia. Le Plat du Jour.

Voltado para todas as idades, o Festival de Férias tem início às 16h. Enquanto as tardes são direcionadas ao público infantil e juvenil, as noites são voltadas para os adultos. Na primeira semana do projeto, farão parte da programação infantil a Cia. Le Plat du Jour, com o espetáculo Os Três Porquinhos, e o grupo Os Geraldos, encenando a peça Números para Crianças. Para o público adulto, acontecerá o show Asa Branca Caipira, do Quinteto Dona Zaíra, e a apresentação da banda Bambuzero.

Saindo do formato tradicional e deixando de lado o modelo de palco italiano, o Festival de Férias apresenta espetáculos de teatro de rua e peças em lugares alternativos, brincando com os espaços e quebrando os limites entre o público, a obra e o artista. Na música, o destaque é para a rica mistura de estilos, com shows de todos os ritmos – incluindo samba, forró, MPB e blues.

Programação


Dia 11, quarta-feira
Às 16h
Cia. Le Plat du Jour – Os Três Porquinhos (classificação indicativa: 3 anos)
A história dos três porquinhos é contada por meio de dois açougueiros, Pipo e Pepe. No açougue em que os dois trabalham, há todo tipo de carne: de óculos, de martelo e de banana, menos carne de verdade. No dia em que um pedido de carne de porco é recebido, um dos açougueiros se veste de lobo para conseguir a carne tão almejada – e assim começa uma verdadeira trapalhada.

Às 19h
Núcleo Mirada – Mirada (classificação indicativa: 12 anos)
Diluindo as fronteiras entre dança, teatro e performance, Mirada proporciona uma experiência inusitada de cores e dinamismo. Inspirado no universo feminino, o espetáculo explora a desconstrução da narrativa dramática e, de forma não convencional, convida à diversão e a um novo olhar sobre a realidade.

Às 20h
Brassuka – O Mundo Metal (classificação indicativa: 4 anos)
Aqueles que pensam que os instrumentos de metal são apenas acompanhamento de instrumentos de corda, ficarão surpresos com o concerto. Resultado de um intenso trabalho de aperfeiçoamento da música erudita para instrumentos de metais, desenvolvido pelo quinteto Brassuka, o show tem o objetivo de apresentar ao público o vasto repertório desenvolvido durante a pesquisa.

Dia 12, quinta-feira
Às 16h
Os Geraldos – Números para Crianças (classificação indicativa: livre)
A comédia retrata os circos mambembes, representados por cinco figuras engraçadas. Na história, os personagens se desdobram para apresentar os números e vender pipoca – sem deixar que o espetáculo pare. A peça presta uma homenagem ao artista de circo de uma forma leve e engraçada, que promete encantar as crianças.

Às 20h
Barracão Cultural – O Tribunal de Salomão e o Julgamento das Meias Verdades Inteiras (classificação indicativa: 10 anos)
Na apresentação, os personagens são surpreendidos por três pessoas que têm uma causa a ser julgada, mas as três apresentam versões conflitantes. No palco, acontece a representação de um verdadeiro tribunal, as diferentes versões são contadas e o fórum é aberto ao público – que decidirá qual das três é a verdadeira.

Dia 13, sexta-feira
Às 16h
Seres de Luz Teatro – O Acrobata (classificação indicativa: 4 anos)
Na peça, Jasmim encontra-se em uma tradicional saga de domadores de feras, tentando inutilmente fazer com que o seu insólito mascote Pippo realize perigosas proezas acrobáticas. A dupla mantém uma relação especial, em que o domador e Pippo surpreendem a plateia por sua ternura e simplicidade. Mas a dúvida que fica é: o que acontece quando a fera não é nem um temível leão, nem um tigre feroz, senão uma mascote que não gosta muito de trabalhar?

Às 20h
Bambuzero – Um furo mais seis...Melodiô! (classificação indicativa: livre)
Com arranjos para flautas transversais, o grupo Bambuzero apresenta suas canções, com foco em ritmos tradicionais como coco, baião, xote, maracatu, samba e afoxé. O repertório propõe um diálogo da música instrumental com a poesia cantada.

Dia 14, sábado
Às 16h
Coisas de Teatro Cia. de Arte e Teatro Widia – Farrandança (classificação indicativa: livre)
O espetáculo retrata o cotidiano de uma tradicional trupe de artistas mambembes. Calixto, o contrarregra, tem o sonho de ser ator e representar o personagem Otelo, de Shakespeare, mas seu sogro, Sr. Antonio, dono da companhia, teima em lhe esfriar a cena. Os atores utilizam técnicas do teatro popular e improvisado, mesclando comédia e crítica social.

Às 20h
Zambelô - Desde que o samba é samba (classificação indicativa: 14 anos)
O trio de violão, pandeiro e voz faz uma releitura dos grandes sambas da primeira metade do século XX, período do surgimento e consolidação do samba enquanto estilo, ritmo e linguagem. Abordando temas do universo feminino e da crônica do cotidiano, o show conta ainda com curiosidades sobre o samba e seus compositores.

Dia 15, domingo
Às 16h
Cia. Navega Jangada de Teatro – Balonário, O Balão Imaginário (classificação indicativa: livre)
Um balão caído em uma ilha, seu dono, um siri, uma borboleta azul, uma gaivota e um coqueiro. Zé Gabriel e seus três amigos desvendam segredos da noite, descobrem amizades e paixões entre humanos e animais e tentam sobreviver mantendo o bom humor.

20h
Quinteto Dona Zaíra – Asa Branca Caipira (classificação indicativa: 14 anos)
O Quinteto Dona Zaíra homenageia a música sertaneja tradicional. O repertório conta com influências de ritmos como samba, choro e maracatu – desde o popular Luiz Gonzaga até a música instrumental de Hermeto Pascoal.

Dia 19, quinta-feira
Às 20h
Trio Sinhá Flor – Forró para ouvir (classificação indicativa: livre)
Para homenagear o centenário de Luiz Gonzaga, gênio instrumentista e sofisticado inventor de melodias e harmonias, o espetáculo Forró para Ouvir tem uma proposta inusitada: o público é convidado não a “dançar”, mas a “ouvir” forró. Narradas de um espaço privilegiado pelo Trio Sinhá – o palco do teatro – as histórias vividas pelo Rei do Baião se aproximam do público de maneira poética e musical.

Dia 20, sexta-feira
Às 19h
O Buraco D’Oráculo – Ser Tão Ser - Narrativas da outra Margem (classificação indicativa: 14 anos)
O espetáculo, criado a partir de histórias reais, retrata a vida de trabalhadores que migram e lutam para criar seus lares em outros lugares. A peça resulta em um relato sobre o homem à margem da sociedade, ao mesmo tempo, em que mostra a beleza de cada biografia, além de gerar reflexões sobre as condições de vida dos trabalhadores brasileiros.

Às 20h30
Grupo de Choro Dois a Dois – Grupo de Choro Dois a Dois conta e reconta choro (classificação indicativa: 14 anos)
Formado por alunos do Conservatório de Tatuí, o Grupo de Choro Dois a Dois tem como objetivo a divulgação, a pesquisa e o estudo do choro, estilo musical genuinamente brasileiro. No repertório do show estão clássicos do chorinho, com composições de grandes ícones da música brasileira, como Pixinguinha, Jacob do Bandolim e Ernesto Nazareth, interpretadas de forma típica por um violão, um cavaquinho, uma flauta transversal e um pandeiro.

Dia 21, sábado
Às 16h
Grupo Namakaca – Zé Preguiça (classificação indicativa: 3 anos)
Com malabarismos, contação de histórias e efeitos sonoros ao vivo, o Grupo Namakaca narra as peripécias de Zé Preguiça, um camponês indolente que, ao ser forçado a trabalhar, se envolve em uma série de situações inusitadas. O espetáculo infantil é uma releitura de Lazy Jack, conto folclórico britânico que imortalizou a figura do preguiçoso em vários países, inclusive no Brasil, com o personagem Jeca Tatu, criado por Monteiro Lobato.

Às 20h
Trovadores Urbanos – Musas (classificação indicativa: 10 anos)
Os seresteiros mais famosos do Brasil se apresentam em um show sobre as musas que inspiraram artistas e compositores da MPB. No repertório estão nomes como Noel Rosa, Caetano Veloso e Lupicínio Rodrigues. Os Trovadores Urbanos têm 22 anos de carreira – no Brasil e no exterior – e sete CDs gravados, além de trilhas sonoras feitas para novelas e programas de televisão.

Dia 22, domingo
Às 15h
Banda Strombólica – Bichos do Mundo (classificação indicativa: livre)
O espetáculo é uma deliciosa viagem pelo mundo dos bichos e da natureza. No repertório, a Banda Strombólica interpreta canções como Pinguim Apaixonado, que conta a história de um pinguim atrapalhado que se apaixona por tudo que é preto e branco, e Tubarão Com Fome, saga de um tubarão que sempre se dá mal na hora de comer.

Às 19h
Teatro Kunyn – Dizer ou não pedir segredo (classificação indicativa: 16 anos)
A peça é um mergulho no universo do homossexualismo masculino no Brasil, sob uma perspectiva histórico-social, refletindo a construção de uma identidade gay em paralelo à construção de uma identidade brasileira.

Confira a programação completa no site

Foto por: DIVULGAÇÃO
SESI Vila Leopoldina Cidade: São Paulo - SP Preço: Grátis Endereço: Rua Carlos Weber, 835, Vila Leopoldina
Datas: de 11 a 28 de julho de 2012
Horários: de quarta a sábado, a partir das 16h; e aos domingos, a partir das 15h

TAGS: