Rodriguianas: Tragédias para Rir

Teatro
CCBB - Centro Cultural Banco do Brasil
06/07/12 a 02/09/12 -
R$6,00 e R$3,00

Centro Cultural Banco do Brasil apresenta Rodriguianas: Tragédias para Rir, contos da coluna A Vida Como Ela É...,de Nelson Rodrigues.

O doce amargo das ruas, as tragédias, as paixões, as situações divertidas e inusitadas do cotidiano e os dilemas entre o céu e o inferno do ser humano. O olhar peculiar de Nelson Rodrigues capturou de forma apurada as excentricidades da vida e colocou de forma verossímil em suas obras de ficção. No começo dos anos 50, quando viveu seu melhor período da carreira de jornalista, as crônicas diárias (com uma linguagem simples e bebida nas fontes mais populares) publicadas em sua coluna A Vida Como Ela É, do jornal carioca Última Hora, refletiam essa atmosfera. Esse é o mote principal da tragicomédia Rodriguianas: Tragédias para Rir, que estreia no Centro Cultural Banco do Brasil dia 6 de julho, sexta-feira, às 20 horas.

Com adaptação e direção de Luís Artur Nunes, o espetáculo reúne oito contos extraídos da famosa coluna jornalística desse dramaturgo que completaria 100 anos em 2012. O Pediatra, Romântica, As Gêmeas, A Esbofeteada, Despeito, Noiva da Morte, Flor de Laranjeira e Selvageria ganham vida por meio de oito atores em cena. Marcos Breda, Fernanda D’Umbra, Duda Mamberti, Bete Correia, Cintya Chaves, Maria Tuca Fanchin, Luís Soares e Sidney Santiago formam o elenco. A montagem também conta com cenário de Marcio Vinícius, figurinos de Fábio Namatame e iluminação de Guilherme Bonfanti.

O diretor procura aliar literatura e teatro em seus trabalhos e a obra rodriguiana sempre esteve atrelada em seus estudos e montagens teatrais, como nessa nova produção. “Nelson Rodrigues tem uma prosa rica, as histórias são saborosas, inteligentes, têm uma teatralidade para aproveitar. As tramas envolvem suicídios, amores contrariados, fazem um retrato fotográfico da zona norte do subúrbio carioca da época, além de acrescentar elementos melodramáticos.”

O discurso narrativo é preservado na encenação e de acordo com Luís Artur, o relato do autor tem um humor amargo e singular que enriquece o espetáculo e não pode ser deixado de lado. Os atores se colocam como um grupo de contadores e intérpretes, alternando-se nas tarefas de encenar, descrever, narrar e comentar. “A peça tem um caráter de folhetim, em que os personagens estão em situações exorbitantes, à beira de um ataque de nervos.”

Foto por: DIVULGAÇÃO
CCBB - Centro Cultural Banco do Brasil Cidade: São Paulo - SP Preço: R$6,00 e R$3,00 Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 – Centro
Datas: De 6 de julho a 2 de setembro de 2012
Horários: Sextas, às 20h, sábados, às 17h e às 20h, e domingos, às 19h. Telefone: 3113-3651/52
Estacionamento conveniado: Estapar Estacionamentos – Rua da Consolação, 228, Edifícos Zarvos (R$ 15,00 pelo período de 5 horas. Necessário carimbar o ticket na bilheteria do CCBB).

TAGS:

Relacionados

Otelo
Teatro | Teatro Sérgio Cardoso
11/08/15 a 09/09/15

Shows 5

Teatro 5

Oficinas 5

matérias 5