76ª Mostra Macunaíma de Teatro

Teatro
Teatro Macunaíma
08/06/12 a 29/07/12 -
R$ 14,00 (R$ 7,00 meia)

Começa no dia 8 de junho, em São Paulo, a 76ª Mostra Macunaíma de Teatro, com o tema “Ação em Tempos de (in)quietude”. Serão apresentadas mais de 50 montagens encenadas pelos alunos da escola, e dirigidas por seus professores, na maior mostra de teatro do país. As apresentações acontecem nos 5 tea

Começa no dia 8 de junho, em São Paulo, a 76ª Mostra Macunaíma de Teatro, com o tema “Ação em Tempos de (in)quietude”. Serão apresentadas mais de 50 montagens encenadas pelos alunos da escola, e dirigidas por seus professores, na maior mostra de teatro do país. As apresentações acontecem nos 5 teatros do Macunaíma, que ficam na rua Adolfo Gordo, 238, até o dia 29 de julho.

Boca de Ouro
Datas: 8, 9 e 10 de junho e 23, 24 e 25 de junho
Horários: 19hs e 21hs
Direção: Christiane Lopes
Autor: Nelson Rodrigues
Sinopse: A história de um famoso bicheiro carioca que é contada em três versões diferentes por uma ex-amante que relata a cada vez uma personalidade diferente para o protagonista que acabou de morrer assassinado.

Os Azeredo mais os Benevides
Data: 8, 9 e 10 de junho
Horários: 19:00 horas e 21:00 horas
Direção: Adriana Costa
Autor: Oduvaldo Vianna Filho
Sinopse: Não foi à toa que o cacau frutificou naquela terra. Sumo amargo. O valor de alguns homensé frágil como a porcelana em decadência, lascada. Lascados. Entregues à má sorte. Azarados. A boa sorte é propriedade dos Bem de Vida. Mais-valia. Início do século XX. Na Bahia, lavradores trabalham para um jovem burguês. As relações humanas, entre iguais e desiguais, revelam as nuances econômico-sociais, psíquicas e comportamentais que as permeiam.
Da amizade conveniente à opressão, subentendidas ou escancaradas, as lutas que o homem trava no mundo.

O Rei de Ramos
Data: 08, 09 e 10 de junho
Horários: 19 e 21 hs
Direção: Wanderley Martins
Autor: Dias Gomes
Sinopse: Dias Gomes em “O Rei de Ramos” discorre sobre os usos e abusos de poder de grupos que agem nas frestas e flancos deixados pelas autoridades governamentais. Usa a estrutura de famílias ligadas ao jogo do bicho para traçar agudas críticas a sociedade brasileira, mas de uma forma saborosa e bem humorada.

Estado de Sítio
Data: 11, 12, 13 e 15, 16, 17 de junho
Horários: 19h00 e 21h00
Direção: Reginaldo Nascimento
Autor: Albert Camus
Sinopse: A aparição de um cometa incitando o medo. A Peste e sua secretária (a Morte) depondo um governo reacionário e instituindo um poder arbitrário. Uma cidade sitiada e uma população dividida.
O meio desse cenário desolador e aterrador haveria espaço para uma “revolta” estimulada pelo amo r aos seres humanos e pela liberdade? Em nome do amor e da rejeição ao totalitarismo, Albert Camus, ganhador do prêmio Nobel, escreveu em 1948 esta obra em louvor ao mundo utópico, livre, solidário e justo.

Partido
Data: 12, 13 e 14 de junho
Horários: 19hs e 21hs
Direção: Mônica Granndo
Autor: Ítalo Calvino
Sinopse: Ninguém é inteiramente bom. Assim como ninguém é inteiramente mau. Somos muito mais completos e complexos na composição do nosso caráter. "Partido" é a história do Visconde de Terralba, que volta da guerra partido ao meio, atingido por uma bala de canhão. Metade bom, metade mau. Quase enlouquece os moradores da região com suas maldades e bondades extremas. Comédia, drama, aventura, musical... que desfecho pode ter essa história ?

A Revolução dos Bichos
Data: 12, 13 e 14 de junho
Horários: 19hs e 21hs
Direção: Glaucia Palmieri
Autor: George Orwell
Sinopse: “Um belo dia os animais de uma granja se dão conta da vida indigna a que são submetidos por seu dono.
Liderados pelos porcos, organizam uma revolução para expulsar o fazendeiro. Vitoriosos, logo percebem os conflitos entre os próprios bichos, as diferenças, as disputas e perseguições se intensificam. E agora no que isso vai dar?”

A Invasão
Data: 12, 13 e 14 de junho
Horários: 19 e 21 h.
Direção: Alex Capelossa
Autor: Dias Gomes
Sinopse: Entre os extremos do amor e ódio, a luta e a morte ganham espaço sem nenhuma complacência.
Em meio a problemas não resolvidos e a uma realidade fraudulenta, o povo tem fome de mudanças. É tempo de invadir!

Cala Boca Já Morreu
Data: 15, 16 e 17 de junho
Horários: 19hs e 21hs
Direção: Christiane Lopes
Autor: Luis Alberto de Abreu
Sinopse: João Gregório é um caipira que migra para São Paulo em busca de uma vida melhor.
Seguindo os passos do protagonista vamos mergulhar num metrópole cheia de contradições e surpresas.

13
Data: 15, 16, 17 de junho
Horários: 19:00 e 21:00
Direção: Marcela Grandolpho
Autor: Mike Bartlett
Sinopse: Em Londres,12 pessoas acordam todos os dias aterrorizadas pelo mesmo pesadelo.
Um jovem chamado John tem uma visão para o futuro de todos e algo terrível está para acontecer.
Ironia, pessimismo, repressão, abuso de poder. Uma explosão, e suas vidas livres e independentes desaparecerão para sempre. E você, tem pesadelos?

Stultífera Navis: Nau dos Loucos
Horários: 19:00 horas e 21:00 horas
Direção: Adriana Costa
Autor: Luís Alberto de Abreu
Sinopse: O sono da razão produz monstros? Vinde a mim os cansados, os desiludidos, os que pararam no meio do caminho. O mundo não tem sentido. O único sentido da vida é o prazer. Vinde ao prazer!
E, pendurado no alto do mastro ri como um demônio enlouquecido... Espere! É um índio?
Descubra um mundo de riquezas, onde os homens nascem para conquistá-la ou morrem desiludidos.
Um mundo onde até Deus preferiu se esconder. Stultífera Navis está no caís a ancorar? Ou partir?

Mensch
Data: 18, 19 e 20 de junho
Horários: 19:00 e 21:00
Direção: Renata Mazzei
Autor: Millor Fernandes
Sinopse: Qual é o momento que paramos para perceber o que nos move? Todos os dias somos recobertos de diversos tipos de influencias que nos geram estímulos para respostas como as sensações, motivações, reações e inquietudes. A capacidade de enxerga-las é momentânea, pois, somos homens complexos de valores e perspectivas em constante mudança, sendo atingidos por diferentes direções que nos afetam todos os dias.
O que molda um homem são as escolhas que ele faz, e estas escolhas são consequenciâs de suas reações.

Hamlet
Data: 18, 19 e 20 de junho
Horários: 19 e 21h.
Direção: Alex Capelossa
Autor: William Shakespeare
Sinopse: “Ser ou não ser? Eis a questão”. Essa é uma das expressões mais conhecidas da literatura mundial e sua atualidade indica a força da obra de William Shakespeare em nossos dias.
De maneira descontraída, a peça Hamlet passará por uma limpeza. Sem deixar de nos divertir, a montagem nos conduzirá a uma reflexão sobre a própria condição humana.

O Palácio dos Urubus
Data: 19, 20 e 21 de Junho
Horários: 19h e 21h
Direção: Lucas De Lucca
Autor: Ricardo Meireles Vieira
Sinopse: "Atenção, atenção! Povo de Babaneiralle! Estão todos convocados para uma audição com nosso saudosíssimo, humaníssimo, justíssimo e soberaníssimo Rei, Vossa Majestade Navarro Ramirez Penna Cassaroli, e toda sua corte.
Atenção! Haverá muita banana, abacaxi, melancia, pompa e circunstância! Aqueles que não comparecerem serão condenados à forca, guilhotina, ao fuzilamento ou a qualquer outro meio majestoso de execução!"
O Palácio dos Urubus conta a divertida e intrigante história de um país tropical, onde um rei e sua extravagante corte governam em meio ao caos e à corrupção. Movida pela agricultura (e pela sorte), Babaneiralle passa por um momento decisivo: a tentativa de derrubar o regime monárquico atual e instalar uma República. Ou talvez o Totalitarismo, o Autoritarismo... Ou até mesmo uma Democracia... Bom, certeza mesmo é que você não vai querer perder este momento (muito menos sua cabeça!).

Est°a°ção [desembarque do lado esquerdo do trem]
Data: 19, 20 e 21 de junho
Horários: 19h e 21h
Direção: Lúcia de Léllis
Autor: Harold Pinter
Sinopse: Um simples ponto. Um pequeno conto. E ao redor ângulos retos de uma prisão.
Olha-se o ponto, ouve-se o conto, a cela some, mesmo assim te aprisiona. A vigília da existência, a vigia da violência. O poder que não se mostra, mas ata o que é ser.
Esta ação é extática. Um movimento empedrado, imposto. Estar são é um dever. Não se pode embriagar. Deve-se calcular. Medir o tempo, o espaço, e os efeitos. A raiz quadrada, os quadrados do catetos, sem a hipotenusa. A física, o físico. Micro olhar sobre o macro estar.
O Poder.

Perdoa-me Por me Traíres
Data: 19, 20 e 21 de junho
Horários: 19hs e 21hs
Direção: Christiane Lopes
Autor: Nelson Rodrigues
Sinopse: Glorinha, jovem de 16 anos, de família de classe média, é levada pela amiga Nair a uma luxuosa casa de prostituição. No decorrer da trama, seu tio Raul faz surpreendentes revelações sobre o passado de sua mãe.

O Santo Milagroso
Data: 22, 23 e 24 de junho
Horários: 19h e 21h
Direção: Lúcia de Léllis
Autor: Lauro César Muniz
Sinopse: De um lado, uma paróquia, um padre e um sacristão. De outro, uma pastora protestante,
Sua irmã e sua igreja. Realidades aparentemente tão opostas, mas que na verdade apresentam interesses comuns em quantidade suficiente para mover uma cidade inteira e ocasionar um verdadeiro milagre. Ou, melhor dizendo, uma verdadeira confusão.

No Natal A Gente Vem Te Buscar
Data: 22, 23, 24 de junho
Horários: 19h00 e 21h00
Direção: Reginaldo Nascimento
Autor: Naum Alves de Souza
Sinopse No Natal a gente vem te buscar passeia por várias fases do mundo de Emilia, uma mulher de meia-idade que é precocemente colocada em um asilo. Depois de achar que ira viver na casa da irmã, ela se depara com sua realidade, é confinada neste asilo onde de certa forma cria uma nova família, e em sua constante espera pelo retorno da irmã, traz a tona toda uma história de vida, revirando seu baú de memórias, vai abrindo diante do publico uma teia de emoções e lembranças, apresentando uma vida de dramas e frustrações reais seus e de seus parentes mais próximos.

Senhora dos afogados
Data: 22, 23 E 24 de junho
Horários: 19:00 e 21:00
Direção: Carolina Costa
Autor: Nelson Rodrigues
Sinopse: Durante anos, cada integrante da família Drummond guardou um segredo que, quando revelado, é capaz de desestruturar qualquer família. O que acontece quando todos esse segredos são revelados de uma só vez?
Quando o caos se instala, já não existem mais valores familiares, a luta é para manter sua própria honra e esconder a verdade.

O Homem de la Macha
Data: 23, 24 e 25 de junho
Horários: 19 e 21 horas
Direção: Wanderley Martins
Autor: Dale Wasserman
Sinopse: O autor coloca Cervantes questionado pela Inquisição (isso já diferencia bastante esse musical de tantos outros da Broadway).
A censura da inquisição (ou o Inquerito Politico Militar dos tempos da ditadura militar brasileira) já se encerrou ou está apenas disfarçada em uma nova censura econômica???

Tietê, Tietê
Data: 26, 27 e 28 de Junho
Horários: 19h e 21h
Direção: Lucas De Lucca
Autor: Alcides Nogueira Pinto
Sinopse: Era uma vez a Semana de Arte de 22. Um dia, um dos dois 2 engordou e virou 3, olha para outro 2 e tinha nascido a Revolução de 32. Em algum momento, buscando as raízes brasileiras, um grupo de intelectuais se depara com as personagens de Lobato. Tudo acaba em sopa Maggi e marmelada de banana. Seria um faz de conta?

Mudança de Hábito
Data: 26, 27, 28 de junho de 2012
Horários: às 19h e 21h
Direção: Beto Marcondes
Autor: Joseph Howard e Dan Goggin
Sinopse : Deloris Van Cartier, decadente cantora de um cassino, presencia um assassinato comandado pelo seu amante, Vince LaRocca. Ameaçada de morte, ela se vê obrigada a pedir ajuda da polícia, que irá escondê-la, até o julgamento, em um lugar nada convencional: um convento.
A partir desse momento, a vida de Deloris e das freiras desse convento jamais será a mesma.

Mágico de Oz
Data: 26, 27, 28 de junho
Horários: 19:00h e 20:00h
Direção: Dalila D’Cruz
Sinopse Após um furacão atingir a fazenda de sua tia, Dorothy vai parar com sua casa e seu cachorro na fantástica cidade de Oz, onde as coisas são bonitas e mágicas. Porém, o seu maior sonho é voltar para casa, para isso ela deve encontrar um mágico, que lhe mostrará como realizar esse seu sonho. Para chegar até ele, contudo, Dorothy viverá uma aventura inesquecível através do caminho de tijolos amarelos.

“(In)finito (Des)apego”
Data: 26, 27 e 28 de Junho de 2012
Horários: 19hs e 21hs
Direção: Eduardo de Paula
Autor: Processo Colaborativo inspirado na obra “Os Cimos” de João Guimarães Rosa.
Sinopse: Uma, duas... Quantas? Muitas mil são as que fazem? Onde? Nas árvores os cimos se douram.
E quando foi que as cores não estiveram? A espera pode ter envelhecido. Um menino com coragem pode se lembrar do que nunca soube. Por que não mais querer se não é preciso deixar que vá? Já!
Tornou outra vez, mas não é mais. Mudou o sorriso, o choro, o grito... Está. O que queres?

Arlequim, servidor de dois amos
Data: 29, 30 de junho e 01 de julho.
Horários: 19hs e 21hs
Direção: Mônica Granndo
Autor: Carlo Goldoni
Sinopse: Venham se divertir com o nosso atrapalhado Arlequim que servindo a dois patrões, confunde além dos pratos de comida, as cartas, as roupas e os corações dos enamorados que chegam a acreditar que seus sonhos estão perdidos. No meio de tantas confusões e peripécias nosso anti-herói ainda encontra tempo de arrumar casamento pra ele mesmo.

Vestido de Noiva
Data: 29 e 30 de junho e 01 de julho
Horários: 19:00 e 21:00
Direção: Renata Mazzei
Autor: Nelson Rodrigues
Sinopse: Intercalando os planos da memória, alucinação e realidade, a vida de Alaíde vai sendo desvendada, a partir do momento em que ela sofre um atropelamento e fica entre a vida e a morte.

Depois da Chuva
Data: 29, 30 de Junho e 01 de Julho
Horários: 19:00 e 21:00 hs
Direção: Eduardo de Paula
Autor: Processo Colaborativo inspirado na obra “As Margens da Alegria” de João Guimarães Rosa
Sinopse: Sem hora e sem data? Uma grande saudade, memória que não volta, despedida de alguém... sendo uma mudança que estabelece a renovação, a morte pura é a criança que cresceu. Em seus diversos caminhos, esse futuro incerto pode representar o fim da linha, ou o início dela.
Ausência, saudades, vazio, lembrança, amor eterno... a morte é uma saudade que chegará, em seu tempo, seu lugar. Inevitável, a morte é para quem fica.
E a vida... a vida continua.

Diário de um louco
Data: 29 e 30 de Junho e 1 de Julho
Horários: 19h e 21h
Direção: Lúcia de Léllis
Autor: Nicolai Gógol
Sinopse: “Antigamente eu defendia uma tese, a que regresso de vez em quando, que defende que o homem quando descobriu que era inteligente não aguentou o choque e enlouqueceu.”

Foto por: DIVULGAÇÃO
Teatro Macunaíma Cidade: São Paulo - SP Preço: R$ 14,00 (R$ 7,00 meia) Endereço: Rua Adolpho Gordo, 238 – Barra Funda
Datas: De 8 de junho a 29 de julho de 2012
Horários: Consulte a programação Telefone: 3217-3400

TAGS:

Relacionados

Shows 5

Teatro 5

Oficinas 5

matérias 5