Circuito Sesc de Artes 2013

Teatro
Sesc-SP
07/06/13 a 23/06/13 -
Grátis

Circuito Sesc de Artes 2013 percorre 102 cidades paulistas com programação cultural para toda família

Entre os dias 7 e 23 de junho o Sesc realiza o Circuito Sesc de Artes 2013 que irá percorrer 102 cidades do interior, litoral e Grande São Paulo com uma programação cultural diversificada e itinerante, dividida em 12 roteiros diferentes – o dobro da edição anterior – e que reúne mais de 340 artistas nacionais e internacionais.

Toda a programação ocorre em espaços públicos, em parceria com as prefeituras e sindicatos do comércio local e com entrada gratuita.

Durante três finais de semana de junho, serão 63 atrações de música, dança, teatro, circo, intervenções artísticas que incluem artes visuais, literatura e artemídia e ainda cinema. As atividades acontecem em espaços públicos e com entrada gratuita.

Confira o roteiro das apresentações na região do ABC Paulista:

Dia 21/06, sexta | Ribeirão Pires
Horário: 17h30 às 21h30
Local: Praça central Ernest Solvay (Praça do Doce), Centro (Rua Boa Vista x Rua Miguel Prisco)

Dia 22/06, sábado | Poá
Horário: 17h30 às 21h30
Local: Praça da Bíblia, centro (Avenida Vital Brasil com Avenida 9 de Julho)

Dia 23/06, domingo | São Bernardo do Campo
Horário: 14h às 18h
Local: Parque Salvador Arena – Avenida Caminho do Mar, 2980, Rudge Ramos

Dança

Árvores
Clarice Lima (CE/SP)
Árvores é um exercício do desejo de permanência, em oposição ao movimento. Performance criada para espaços abertos e/ou alternativos, é realizada sem música e sem necessidade de estruturas ou equipamentos especiais. Os bailarinos vestem o figurino/saia e saem para o espaço de performance, onde ficam de cabeça para baixo, deixando só as pernas à vista, transformando-se em árvores nesta posição. Os bailarinos permanecem de cabeça para baixo enquanto o corpo aguentar. Um a um, eles caem ao chão e permanecem ali por um tempo, para só então se erguerem e voltarem ao ponto de encontro. O espetáculo recebeu o Prêmio Klauss Vianna de Dança Funarte em 2011.

Teatro

Arrumadinho
Partindo do livro Vidas Desperdiçadas, de Zigmunt Bauman, Arrumadinho coloca na rua um cortejo de seis gerentes de vendas que expõem ao mundo suas respectivas visões de mundo e de mercado. Eles questionam, provocam e mostram as peculiaridades que cercam o homem moderno, lançando mão de brincadeiras de corda, repetição de slogans otimistas, cafezinho, balinhas, em processo de troca com o público. O espetáculo entrou para o repertório da Trupe Olho da Rua em 2008 e já foi apresentado em vários festivais do país. O grupo foi criado em 2002 em Santos, com o intuito de pesquisar e desenvolver técnicas de teatro de rua na busca de uma nova plateia.

Circo

Caramba, quanta bobagem
Tachinha é um artista circense que percorre o mundo apresentando seu espetáculo solo. Jerônimo é músico que apresenta nas ruas seu número “estrumental” e ganha a vida passando o chapéu no final das apresentações. Os dois palhaços se encontram casualmente e esse encontro vai mudar suas vidas, num espetáculo de muitas acrobacias. O Circo Caramba, criado em 2009, é resultado da parceria entre Thiago Salles e Márcio Parma, que procuram se comunicar com o público utilizando ideias e técnicas clássicas do universo do circo e da palhaçaria.

Música

Blues Etílicos (RJ)
A mais popular banda de blues rock em atividade no Brasil, Blues Etílicos acumula 25 anos de estrada, 11 CDs e um DVD. A banda vai apresentar o que considera o melhor de seu repertório, que envolve uma extensa obra autoral – músicas como Cerveja, Dente de Ouro e O Sol também me Levanta –, além de homenagens às suas principais influências, sempre dentro de sua formação básica: duas guitarras, baixo, bateria e harmônica amplificada. Blues Etílicos participou de todos os principais eventos de jazz no Brasil e já dividiu palco com B.B. King, Robert Cray e Buddy Guy, entre outros ícones do blues.

Dia 21/06, sexta | Suzano
Horário: 17h30 às 21h30
Local: Praça João Pessoa – Rua Barão de Jaceguai, s/nº, centro

Dia 22/06, sábado | Rio Grande da Serra
Horário: 17h30 às 21h30
Local: Parque dos Ipês – Avenida São Paulo, s/nº, bairro Santa Tereza

Dia 23/06, domingo | Mogi das Cruzes
Horário: 16h30 às 20h30
Local: Largo do Rosário – Rua Dr. Deodato Wertheimer, s/nº.

Circo

Kinematos
A encenação começa com um homem aparentemente entediado, que é desafiado por uma moça vestida de forma extravagante a executar movimentos no mastil, o mastro chinês plantado no meio da cena. A partir daí, desenrola-se uma série de movimentos em que a gravidade não tem lógica e onde se encontram o refinamento do circo contemporâneo e as habilidades da linguagem de rua. A precisão é fundamental para o desenvolvimento das acrobacias realizadas pelos argentinos Martín Umerez e Ana Clara Manera, que já percorreram o mundo em apresentações nos festivais de teatro de rua e de artes circenses. A dupla criou a manoAmano, companhia independente, em 2010.

Intervenção

Bom Apetite
Releituras de cenas e situações clássicas dos cômicos populares com recursos da tradição circense. O ator Pepe Nuñez, espanhol radicado no Brasil, convida o público a participar das cenas, oferecendo um cardápio com música, mágica, malabarismo e jogos coletivos, criando um espaço para brincadeiras e interação, levando todos a rir de situações irreverentes, descontraídas e ingênuas. Pepe Nuñez iniciou seu trabalho profissional em Granada (Espanha), onde fundou os grupos Teatro Clandestino, El Clan del Clown e Clownados. Veio para o Brasil com a ONG Palhaços Sem Fronteiras e vive desde 1999 em Florianópolis, onde se juntou à Cia Pé de Vento.

Teatro 

Casos Cascudos
Três casos narrados em contos pelo pesquisador Câmara Cascudo ganham vida nessa montagem da Cia da Tribo. Em As Perguntas de Dom Lobo, um viajante ouve de um velho a história de um reino bonito, mas sem habitantes; A Moça da Figueira fala das relações conturbadas entre uma moça e sua madrasta, na ausência do pai; em A Moça da Vela, uma moça que costumava ficar na janela recebe uma vela de um desconhecido e passa a viver coisas assombrosas. A montagem utiliza técnicas de 16 manipulação de bonecos, ao ritmo de canções populares. A Cia da Tribo, fundada por Wanderley Piras e Milene Perez, pesquisa a cultura popular desde 1996.

Intervenção

CinE-Embolada

Peneira e Sonhador e VJ Trach (Pedro Marques) (SP)
O VJ Trach perambula pela cidade e grava material em vídeo, que depois é musicado
pela dupla de emboladores Peneira e Sonhador. As imagens da cidade são editadas e ganham complemento de cenas do cinema mudo, criando novas leituras. O vídeo final é apresentado no palco, com os emboladores cantando ao vivo. CinE-Embolada é um projeto com conceito do músico e compositor Lívio Tragtenberg. Um retrato sonoro, instantâneo daquele dia e daquela cidade, com muito humor.

Música

Rashid e Projeto Nave (SP)
O rapper Rashid divide o palco com a banda Projeto Nave e apresenta repertório do seu terceiro disco, Que Assim Seja. Rashid nasceu na zona norte de São Paulo e aos 16 anos já participava de batalhas de Freestyle. Hoje um dos principais artistas brasileiros da cena hip hop, prepara um novo disco, para ser lançado neste ano. O Projeto Nave acumula experiência de acompanhar rappers com a participação no programa Manos e Minas, da TV Cultura. Tem dois álbuns gravados em seus 13 anos de estrada.

Foto por: NEANDER HERINGER
Sesc-SP Cidade: São Paulo - SP Preço: Grátis Endereço: São Paulo

Datas: 7 e 23 de junho de 2013


TAGS:

Relacionados

Shows 5

Teatro 5

Oficinas 5

matérias 5