Translunar Paradise

Teatro
CCBB - Centro Cultural Banco do Brasil
01/03/13 a 07/04/13 -
R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia)

Grupo inglês Theatre Ad Infinitum traz o espetáculo Translunar Paradise para curta temporada no CCBB

Extraordinariamente comovente, lindamente realizado, um verdadeiro soco de emoções. No fim das contas, esta é uma peça sobre perda e luto que é mais sobre o que se perde de si do que a dor de se perder um parceiro de muitos anos” – assim o jornal inglês The Guardian se referiu a “Translunar Paradise”, mais recente trabalho do grupo inglês Theatre Ad Infinitum, que o Centro Cultural Banco do Brasil traz ao Brasil.

“Translunar Paradise” leva o expectador a uma tocante viagem pela vida, morte e amor eterno através da estória, baseada em um conto irlandês, de um homem que é confrontado com a solidão da perda. Seus sentimentos de dor e amor – complexos e conflituosos – são mostrados em cena sem uma única palavra.

Três elementos poéticos os alinhavam: a linguagem corporal dos três atores, a música de um acordeom tocado ao vivo e máscaras que, usadas pelos personagens, marcam as passagens de tempo entre juventude e velhice.

No palco está William (George Mann). Em solidão após o falecimento de sua esposa, ele passa a viver em um mundo de fantasia e memórias passadas. Lugares que o mantém distante da realidade de sua dor. Até que Rose (Deborah Pugh), sua mulher, retorna à vida após a morte para um último ato de amor: ajudá-lo a seguir frente. Kim Heron completa a encenação, tocando acordeom e como apoio nas atuações.

Foto por: IDIL SUKAN
CCBB - Centro Cultural Banco do Brasil Cidade: São Paulo - SP Preço: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia) Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 – Centro

Datas: 01 de março até 07 de abril de 2013
Horários: Quarta a sexta, às 20h | Sábados, às 17h30 e às 20h | Domingos, às 19h 

 

Telefone: 3113-3651/52
Estacionamento conveniado: Estapar Estacionamentos – Rua da Consolação, 228, Edifícos Zarvos (R$ 15,00 pelo período de 5 horas. Necessário carimbar o ticket na bilheteria do CCBB).

TAGS: