A Sagração da Primavera e Petrouchka

Teatro
Teatro Sérgio Cardoso
10/11/12 a 11/11/12 -
R$ 15,00 e R$ 7,50 (meia entrada)

Uma das mais atuantes companhias de dança fora do eixo Rio-São Paulo, traz ao teatro Sérgio Cardoso as coreografias A Sagração da Primavera e Petrouchka.

O Ballet de Londrina volta a São Paulo, no Teatro Sérgio Cardoso para mostrar duas novas coreografias, A Sagração da Primavera e Petrouchka, de seu diretor Leonardo Ramos. Ambas com trilhas sonoras compostas pelo russo Igor Stravinsky (1882-1971), e executadas pelo Amsterdam Piano Quartet.

A Sagração da Primavera dá continuidade à pesquisa de Leonardo Ramos sobre a exploração da horizontalidade e de novos eixos de apoio e equilíbrio na locomoção dos bailarinos, característica que já ganhou status de ‘linguagem’ dentro de sua obra e da companhia.

Considerada a primeira obra de vanguarda que definitivamente escancarou as portas da Europa para a modernidade, o balé com música de Stravinsky e coreografia de Vaslav Nijinsky (1890-1950), estreou em Paris em 1913, para nunca mais ser esquecido.

As ensurdecedoras vaias no Théâtre des Champs-Élysées ecoaram como o grito agonizante de uma burguesia conservadora frente àquela novidade estética.

O enredo é simples: baseada em uma antiga lenda russa, narra a imolação de uma virgem, oferendada aos deuses da primavera em troca da fertilidade da terra. As inovações, entretanto, residiam na forma de apresentar o ritual pagão ao público. A música subordinava melodia e harmonia ao ritmo. Seu andamento era assimétrico e complexo.

Na dança, Nijinsky igualmente inovava ao introduzir tremores e contorções na seqüência dos dançarinos.
Na montagem do Ballet de Londrina, Ramos optou por uma versão não orquestrada da partitura de Stravinsky. Ela é executada por quatro pianos, que fazem o papel de todos os outros instrumentos. O cataclismo sonoro que brota do timbre pianístico, porém, logo encontra complementação na percussão dos corpos em choque com o tablado ou no sopro ofegante da respiração dos bailarinos.

Quase cem anos após a montagem original, o Ballet de Londrina mostra a atualidade de Sagração, bem como o potencial de ressignificá-la. A tarefa ganha ares de desafio: ao longo do século XX, os mais célebres coreógrafos encenaram versões bem particulares da obra de Stravinsky, dentre eles o francês Maurice Béjart (1959), a americana Martha Graham (1984) e a alemã Pina Bausch (1975), dona da tradução mais conhecida.

Foto por: DIVULGAÇÃO
Teatro Sérgio Cardoso Cidade: São Paulo - SP Preço: R$ 15,00 e R$ 7,50 (meia entrada) Endereço: Rua Rui Barbosa, 153 – Bela Vista
Datas: 10 e 11 de novembro de 2012
Horários: sábado e domingo, às 19h. Telefone: 3288-0136

TAGS:

Relacionados

Shows 5

Teatro 5

Oficinas 5

matérias 5